✧ Getting to know you! – Sr. Suany Angela De Oliveira, MSC

This edition we welcome Sr. Suany MSC, in sharing with us something of her personal story, as well as sharing from our MSC Candidate, Evon Somirla, on her vocation journey thus far. Thank you to both.

Interview- Sr. Suany Angela De Oliveira, MSC

Tell us a bit about yourself

My name is Sr. Suany Angela from Brazil, and I am a Missionary Sister of the Sacred Heart of Jesus. I am the third of 5 children in my family & was born in a small city called Perdonys. When I was 6 years old, my family moved to the big city of Sao Paulo, and I lived there until I was 18. I like to study, read, write, to meet people and to create & build good relationships.

How did you meet the MSCs?

Every Sunday I saw the sisters at church, but I was very shy. I heard about Mother Cabrini on 22 December 1980, as we used to celebrate her feast every 22 December, which is the anniversary of her death. One day, I took courage and said to a sister “I want to become a sister”.

Sr. Gemma was the first sister I met. I was 17 years old & in my last year of high school. I had gone to buy a gift for my mother and I saw the sister on the bus. I got off before my destination so I could speak with her about religious life. She was happy when I told her of my desire to be a sister, and gave me a book about Mother Cabrini. I started to read it and I was impressed by the confidence and enthusiasm of Mother Cabrini. Then I began to pray with the sisters & to be accompanied by them, beginning my vocation process.

What were you doing before you joined the MSCs?

I was living with my family & attending high school. I participated in the parish youth group, as well as helping in the parish with formation: catechism, visiting people, preparing them for the Sacrament of Baptism etc. It was a good experience to be involved in my parish and to feel my heart on mission. As I was young, I didn’t understand many things but I felt that time for me was important to know the Will of God for my life.

What is your ministry now?

I am part of the Holy Spirit Region Formation Team, helping to accompany the young sisters & young women in their process of discernment to understand the Will of God for them in their lives; to help them to touch & feel the presence of God in and with them. Additionally, I help in the local parish, helping poor people and listening to them.

What do you hope for with the HSR?

I hope for our HSR to continue to help the poor. Also, if possible to open new missions to serve those in need. Of course, we need more people to work together with us, but I hope we can continue to be a presence of the loving God among the poor. This can be through different kinds of ministry – in hospitals, schools, parishes, visiting families, meeting the youth & talking with them, listening, showing kindness & compassion with them, in faith and love.

What are your dreams for the future?

To see people living with the dignity necessary to live their lives in happiness. As Jesus said, “I am the Way, the Truth and the Life”. And an abundant life for all – this is my dream. I also dream to become more truly a Missionary of the Sacred Heart of Jesus, with an increased faith, generosity and a compassionate heart, to reveal to the people the loving face of our Merciful God. I dream that we can open another ministry & mission/community in Addis Ababa.

Anything else you would like to share with us?

My heart is grateful for the opportunity to be here in this mission in Ethiopia. I am learning many things, but in particular, I am learning to listen to the voice of God. I am learning to be patient, as sometimes I like to rush, but God is teaching me to have patience, and especially to be respectful of the differences encountered in being missioned in a country other than my own. I have now completed 4 years here in Ethiopia, and each year I am continuing to learn what it is to be a Missionary outside of one’s country of origin; and to grow in my capacity to love!

(Thanks to Sr. Suany for her sharing)

 

Thanks to Holy Spirit newsletter for this article 


Esta edición le damos la bienvenida a la Hna. Suany MSC, al compartir con nosotros algo de su historia personal, así como el compartir de nuestro candidato MSC, Evon Somirla, en su viaje vocacional hasta ahora. Gracias a ambos.

Entrevista- Hna. Suany Angela De Oliveira, MSC

Cuéntanos un poco sobre ti.

Mi nombre es Hna. Suany Angela de Brasil, y soy una Hermana Misionera del Sagrado Corazón de Jesús. Soy la tercera de 5 hijos en mi familia y nací en una pequeña ciudad llamada Perdonys. Cuando tenía 6 años, mi familia se mudó a la gran ciudad de Sao Paulo, y viví allí hasta los 18 años. Me gusta estudiar, leer, escribir, conocer gente y crear y construir buenas relaciones.

¿Cómo conociste a los MSC?

Todos los domingos veía a las hermanas en la iglesia, pero era muy tímido. Oí hablar de la Madre Cabrini el 22 de diciembre de 1980, ya que solíamos celebrar su fiesta cada 22 de diciembre, que es el aniversario de su muerte. Un día, me animé y le dije a una hermana: “Quiero ser una hermana”.

La hermana Gemma fue la primera hermana que conocí. Yo tenía 17 años y estaba en mi último año de secundaria. Había ido a comprar un regalo para mi madre y vi a la hermana en el autobús. Me bajé antes de mi destino para poder hablar con ella sobre la vida religiosa. Ella estaba feliz cuando le conté mi deseo de ser hermana, y me dio un libro sobre la Madre Cabrini. Empecé a leerlo y me impresionó la confianza y el entusiasmo de la Madre Cabrini. Entonces empecé a rezar con las hermanas y a estar acompañada por ellas, comenzando mi proceso vocacional.

¿Qué hacías antes de unirte a los MSC?

Vivía con mi familia y asistía a la escuela secundaria. Participé en el grupo juvenil de la parroquia, así como ayudando en la parroquia con la formación: catecismo, visitando a la gente, preparándolos para el Sacramento del Bautismo, etc. Fue una buena experiencia estar involucrado en mi parroquia y sentir mi corazón en la misión. Cuando era joven, no entendía muchas cosas pero sentía que el tiempo para mí era importante para conocer la voluntad de Dios para mi vida.

¿Cuál es su ministerio ahora?

Soy parte del Equipo de Formación de la Región del Espíritu Santo, ayudando a acompañar a las jóvenes hermanas y mujeres jóvenes en su proceso de discernimiento para comprender la Voluntad de Dios para ellas en sus vidas; ayudándolas a tocar y sentir la presencia de Dios en y con ellas. Además, ayudo en la parroquia local, ayudando a los pobres y escuchándolos.

¿Qué espera de la HSR?

Espero que nuestro HSR continúe ayudando a los pobres. También, si es posible, abrir nuevas misiones para servir a los necesitados. Por supuesto, necesitamos más gente que trabaje con nosotros, pero espero que podamos seguir siendo una presencia de Dios entre los pobres. Esto puede ser a través de diferentes tipos de ministerio – en hospitales, escuelas, parroquias, visitando familias, conociendo a los jóvenes y hablando con ellos, escuchando, mostrando amabilidad y compasión con ellos, en la fe y el amor. 

¿Cuáles son sus sueños para el futuro?

Ver a la gente viviendo con la dignidad necesaria para vivir sus vidas con felicidad. Como dijo Jesús, “Yo soy el Camino, la Verdad y la Vida”. Y una vida abundante para todos – este es mi sueño. También sueño con convertirme en un verdadero Misionero del Sagrado Corazón de Jesús, con una fe creciente, generosidad y un corazón compasivo, para revelar al pueblo el rostro amoroso de nuestro Dios Misericordioso. Sueño que podemos abrir otro ministerio y misión/comunidad en Addis Abeba.

¿Algo más que te gustaría compartir con nosotros?

Mi corazón está agradecido por la oportunidad de estar aquí en esta misión en Etiopía. Estoy aprendiendo muchas cosas, pero en particular, estoy aprendiendo a escuchar la voz de Dios. Estoy aprendiendo a ser paciente, ya que a veces me gusta apresurarme, pero Dios me está enseñando a tener paciencia, y sobre todo a ser respetuoso con las diferencias que se encuentran al ser enviado a una misión en un país distinto del mío. Ya he cumplido 4 años aquí en Etiopía, y cada año sigo aprendiendo lo que es ser un Misionero fuera de su país de origen; ¡y creciendo en mi capacidad de amar!

(Gracias a la Hna. Suany por su participación)

 


Gracias al boletín del Espíritu Santo por este artículo 


 

In questa edizione diamo il benvenuto a Suany MSC, condividendo con noi qualcosa della sua storia personale, oltre a condividere con la nostra Candidata MSC, Evon Somirla, il suo percorso vocazionale fino ad ora. Grazie ad entrambe.

Intervista- Sr. Suany Angela De Oliveira, MSC

Raccontaci qualcosa di te

Mi chiamo suor Suany Angela dal Brasile e sono una suora missionaria del Sacro Cuore di Gesù. Sono la terza di 5 bambini della mia famiglia e sono nata in una piccola città chiamata Perdonys. Quando avevo 6 anni, la mia famiglia si è trasferita nella grande città di San Paolo, dove ho vissuto fino ai 18 anni. Mi piace studiare, leggere, scrivere, incontrare persone e creare e costruire buoni rapporti.

Come ha conosciuto i MSC?

Ogni domenica vedevo le suore in chiesa, ma ero molto timida. Ho sentito parlare di Madre Cabrini il 22 dicembre 1980, perché ogni 22 dicembre celebravamo la sua festa, che è l’anniversario della sua morte. Un giorno mi sono fatta coraggio e ho detto a una suora: “Voglio diventare una suora”.

Suor Gemma è stata la prima sorella che ho conosciuto. Avevo 17 anni e frequentavo l’ultimo anno di liceo. Ero andata a comprare un regalo per mia madre e ho visto la sorella sull’autobus. Sono scesa prima della mia destinazione per poter parlare con lei della vita religiosa. Era felice quando le dissi del mio desiderio di essere una sorella e mi diede un libro su Madre Cabrini. Cominciai a leggerlo e rimasi impressionata dalla fiducia e dall’entusiasmo di Madre Cabrini. Poi ho cominciato a pregare con le sorelle e ad essere accompagnata da loro, iniziando il mio processo vocazionale.

Cosa facevi prima di entrare nei MSC?

Vivevo con la mia famiglia e frequentavo il liceo. Ho partecipato al gruppo dei giovani della parrocchia, oltre ad aiutare nella parrocchia con la formazione: catechismo, visita alle persone, preparazione al sacramento del Battesimo, ecc. È stata una bella esperienza essere coinvolta nella mia parrocchia e sentire il mio cuore in missione. Da giovane non capivo molte cose, ma sentivo che il tempo per me era importante per conoscere la volontà di Dio per la mia vita.

Qual è il suo ministero ora?

Faccio parte dell’équipe di formazione della Regione dello Spirito Santo, aiutando ad accompagnare le giovani sorelle e le giovani donne nel loro processo di discernimento per comprendere la Volontà di Dio per loro nella loro vita; per aiutarle a toccare e sentire la presenza di Dio dentro e con loro. Inoltre, aiuto nella parrocchia locale, aiutando la gente povera e ascoltandola.

Che cosa spera di ottenere con l’HSR?

Spero che il nostro HSR continui ad aiutare i poveri. Anche, se possibile, di aprire nuove missioni per servire i bisognosi. Naturalmente, abbiamo bisogno di più persone che lavorino insieme a noi, ma spero che possiamo continuare ad essere una presenza del Dio amorevole tra i poveri. Questo può avvenire attraverso diversi tipi di ministero – negli ospedali, nelle scuole, nelle parrocchie, visitando le famiglie, incontrando i giovani e parlando con loro, ascoltando, mostrando gentilezza e compassione con loro, nella fede e nell’amore.

Quali sono i tuoi sogni per il futuro?

Vedere persone che vivono con la dignità necessaria per vivere la loro vita in allegria. Come disse Gesù: “Io sono la Via, la Verità e la Vita”. E una vita abbondante per tutti – questo è il mio sogno. Sogno anche di diventare più veramente una Missionaria del Sacro Cuore di Gesù, con una fede accresciuta, generosità e un cuore compassionevole, per rivelare alla gente il volto amorevole del nostro Dio Misericordioso. Sogno che possiamo aprire un altro ministero & missione/comunità ad Addis Abeba.

C’è qualcos’altro che vorresti condividere con noi?

Il mio cuore è grato per l’opportunità di essere qui in questa missione in Etiopia. Sto imparando molte cose, ma in particolare sto imparando ad ascoltare la voce di Dio. Sto imparando ad essere paziente, perché a volte mi piace correre, ma Dio mi sta insegnando ad avere pazienza, e soprattutto ad essere rispettoso delle differenze che si incontrano nell’essere missionario in un Paese diverso dal mio. Ora ho completato 4 anni qui in Etiopia, e ogni anno continuo a imparare cosa significa essere missionario al di fuori del proprio Paese d’origine; e a crescere nella mia capacità di amare!

(Grazie a Suany per la sua condivisione)

 


Grazie alla newsletter dello Spirito Santo per questo articolo 


Nesta edição, damos as boas-vindas à Irmã Suany MSC, ao compartilhar conosco algo de sua história pessoal, bem como ao compartilhar de nossa candidata ao MSC, Evon Somirla, sobre sua jornada vocacional até o momento. Obrigada a ambos.

Entrevista – Ir. Suany Angela De Oliveira, MSC

Conte-nos um pouco sobre você

Meu nome é Irmã Suany Angela, do Brasil, e sou uma Irmã Missionária do Sagrado Coração de Jesus. Sou a terceira de cinco filhos de minha família e nasci em uma pequena cidade chamada Perdonys. Quando eu tinha 6 anos, minha família se mudou para a grande cidade de São Paulo, e eu morei lá até os 18 anos. Eu gosto de estudar, ler, escrever, conhecer pessoas e criar e construir bons relacionamentos.

Como você conheceu os MSCs?

Todos os domingos eu via as irmãs na igreja, mas eu era muito tímida. Ouvi falar da Madre Cabrini no dia 22 de dezembro de 1980, pois costumávamos celebrar sua festa a cada 22 de dezembro, que é o aniversário de sua morte. Um dia, tomei coragem e disse a uma irmã: “Eu quero ser irmã”.

Ir. Gemma foi a primeira irmã que conheci. Eu tinha 17 anos e estava no meu último ano de ensino médio. Eu tinha ido comprar um presente para minha mãe e vi a irmã no ônibus. Desci antes do meu destino para poder falar com ela sobre a vida religiosa. Ela ficou feliz quando lhe falei do meu desejo de ser irmã e me deu um livro sobre a Madre Cabrini. Comecei a lê-lo e fiquei impressionada com a confiança e o entusiasmo da Madre Cabrini. Então comecei a rezar com as irmãs e a ser acompanhada por elas, iniciando meu processo vocacional.

O que você estava fazendo antes de se juntar aos MSCs?

Eu vivia com minha família e freqüentava o ensino médio. Participei do grupo juvenil paroquial, além de ajudar na paróquia com a formação: catequese, visitas, preparação para o Sacramento do Batismo, etc. Foi uma boa experiência estar envolvido em minha paróquia e sentir meu coração em missão. Como eu era jovem, não entendia muitas coisas, mas sentia que o tempo para mim era importante para conhecer a vontade de Deus para minha vida.

Qual é o seu ministério agora?

Faço parte da Equipe de Formação da Região Espírito Santo, ajudando a acompanhar as jovens irmãs e as jovens mulheres em seu processo de discernimento para compreender a Vontade de Deus para elas em suas vidas; para ajudá-las a tocar e sentir a presença de Deus nelas e com elas. Além disso, ajudo na paróquia local, ajudando as pessoas pobres e escutando-as.

O que você espera com o HSR?

Espero que o nosso RSS continue a ajudar os pobres. Também, se possível, abrir novas missões para servir aos necessitados. É claro que precisamos de mais pessoas para trabalhar conosco, mas espero que possamos continuar a ser uma presença do Deus amoroso entre os pobres. Isto pode ser através de diferentes tipos de ministério – em hospitais, escolas, paróquias, visitando famílias, encontrando os jovens e conversando com eles, ouvindo, demonstrando bondade e compaixão com eles, na fé e no amor.

Quais são seus sonhos para o futuro?

Ver pessoas vivendo com a dignidade necessária para viverem suas vidas em felicidade. Como disse Jesus, “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. E uma vida abundante para todos – este é o meu sonho. Também sonho em me tornar mais verdadeiramente um Missionário do Sagrado Coração de Jesus, com uma fé maior, generosidade e um coração compassivo, para revelar ao povo o rosto amoroso de nosso Deus Misericordioso. Sonho que podemos abrir outro ministério e missão/comunidade em Adis Abeba.

Mais alguma coisa que você gostaria de compartilhar conosco?

Meu coração é grato pela oportunidade de estar aqui nesta missão na Etiópia. Estou aprendendo muitas coisas, mas em particular, estou aprendendo a ouvir a voz de Deus. Estou aprendendo a ser paciente, como às vezes gosto de apressar-me, mas Deus está me ensinando a ter paciência e, especialmente, a respeitar as diferenças encontradas ao ser missionado em um país que não é o meu. Já completei 4 anos aqui na Etiópia, e a cada ano continuo a aprender o que é ser um missionário fora do país de origem; e crescer na minha capacidade de amar!

(Obrigado à Sr. Suany por sua partilha)

 


Graças ao boletim informativo do Espírito Santo por este artigo 

 

 

 

Photo: Sr. Suany, centre, with 2 of her siblings

Hits: 13

Leave a Comment

Il tuo indirizzo email non sarà pubblicato. I campi obbligatori sono contrassegnati *

*
*