It is with great joy that we share with you the news that the Holy Father, accepting the opinion of the cardinals gathered in assembly on May 17, has decreed that Blessed John Baptist Scalabrini will be venerated as a saint in the Church. The canonization ceremony will take place on a date to be established by the consistory to be convened by Pope Francis. We know how much migrants, refugees, seafarers and all people involved in human mobility are dear to the Holy Father’s heart. Many times he has pointed out to the Church and society the duty to welcome them, protect them, promote their living conditions and value their contribution to common coexistence. In proclaiming John Baptist Scalabrini a saint, Pope Francis wants to indicate to the Church the model of a bishop who not only gave himself completely to the good of his people, but also extended his heart to the sisters and brothers whom life had taken far from home.
As we thank the Holy Father for this gift and rejoice that our Founder is recognized as a model to be imitated, we feel even more empowered to keep alive the charism he passed on to us and to dedicate ourselves to the service of fraternity, where people are not driven out of their country by violence and war, are not discarded because they are redundant to the system, but are appreciated and valued in their uniqueness and diversity.
Each community is invited to communicate to migrants that in Scalabrini they have a father and a patron to whom they can turn in difficulties so that he may plead the protection of God who turns his gaze of predilection on the little ones and the marginalized.
Together with the communities, let us first prepare our spirit for the great canonization event, in order to be worthy of the grace the Lord has given us and to be docile instruments towards the communion of those who are scattered.

From scalabriniani.org


Giovanni Battista Scalabrini sarà proclamato santo


È con grande gioia che condividiamo con voi la notizia che il Santo Padre, accogliendo il parere dei cardinali riuniti in assemblea il 17 maggio, ha decretato che il Beato Giovanni Battista Scalabrini sarà venerato come santo nella Chiesa. La cerimonia di canonizzazione avrà luogo in una data che sarà stabilita dal concistoro che sarà convocato da Papa Francesco. Sappiamo quanto i migranti, i rifugiati, i marittimi e tutte le persone coinvolte nella mobilità umana stiano a cuore al Santo Padre. Più volte ha indicato alla Chiesa e alla società il dovere di accoglierli, proteggerli, promuovere le loro condizioni di vita e valorizzare il loro contributo alla convivenza comune. Proclamando santo Giovanni Battista Scalabrini, Papa Francesco vuole indicare alla Chiesa il modello di un vescovo che non solo si è dato completamente al bene del suo popolo, ma ha anche esteso il suo cuore alle sorelle e ai fratelli che la vita aveva portato lontano da casa.
Mentre ringraziamo il Santo Padre per questo dono e ci rallegriamo che il nostro Fondatore sia riconosciuto come un modello da imitare, ci sentiamo ancora più autorizzati a mantenere vivo il carisma che ci ha trasmesso e a dedicarci al servizio della fraternità, dove le persone non sono cacciate dal loro Paese dalla violenza e dalla guerra, non sono scartate perché superflue per il sistema, ma sono apprezzate e valorizzate nella loro unicità e diversità.
Ogni comunità è invitata a comunicare ai migranti che in Scalabrini hanno un padre e un patrono a cui rivolgersi nelle difficoltà per invocare la protezione di Dio che rivolge il suo sguardo di predilezione ai piccoli e agli emarginati.
Insieme alle comunità, prepariamo innanzitutto il nostro spirito al grande evento della canonizzazione, per essere degni della grazia che il Signore ci ha dato e per essere strumenti docili verso la comunione di coloro che sono dispersi.

Da scalabriniani.org


John Baptist Scalabrini a ser proclamado Santo


É com grande alegria que compartilhamos com vocês a notícia de que o Santo Padre, aceitando a opinião dos cardeais reunidos em assembléia no dia 17 de maio, decretou que o Beato João Batista Scalabrini será venerado como um santo na Igreja. A cerimônia de canonização será realizada em data a ser estabelecida pelo consistório a ser convocado pelo Papa Francisco. Sabemos o quanto os migrantes, refugiados, marítimos e todas as pessoas envolvidas na mobilidade humana são caros ao Santo Padre. Muitas vezes ele tem apontado para a Igreja e a sociedade o dever de acolhê-los, protegê-los, promover suas condições de vida e valorizar sua contribuição para a convivência comum. Ao proclamar santo João Batista Scalabrini, o Papa Francisco quer indicar à Igreja o modelo de um bispo que não só se entregou completamente ao bem de seu povo, mas também estendeu seu coração às irmãs e irmãos que a vida havia levado para longe de casa.
Ao agradecer ao Santo Padre por este dom e regozijar-se por nosso Fundador ser reconhecido como um modelo a ser imitado, sentimo-nos ainda mais capacitados para manter vivo o carisma que nos transmitiu e para nos dedicarmos ao serviço da fraternidade, onde as pessoas não são expulsas de seu país pela violência e pela guerra, não são descartadas porque são redundantes para o sistema, mas apreciadas e valorizadas em sua singularidade e diversidade.
Cada comunidade é convidada a comunicar aos migrantes que em Scalabrini eles têm um pai e um patrono a quem podem recorrer em dificuldades para que ele possa implorar a proteção de Deus que vira seu olhar de predileção sobre os pequenos e os marginalizados.
Juntamente com as comunidades, preparemos primeiro nosso espírito para o grande evento de canonização, a fim de sermos dignos da graça que o Senhor nos concedeu e sermos instrumentos dóceis para a comunhão daqueles que estão dispersos.

De scalabriniani.org


Juan Bautista Scalabrini será proclamado santo


Con gran alegría compartimos con ustedes la noticia de que el Santo Padre, aceptando el parecer de los cardenales reunidos en asamblea el 17 de mayo, ha decretado que el beato Juan Bautista Scalabrini sea venerado como santo en la Iglesia. La ceremonia de canonización tendrá lugar en la fecha que establezca el consistorio que convocará el Papa Francisco. Sabemos cuánto aprecian al Santo Padre los migrantes, los refugiados, los marinos y todas las personas involucradas en la movilidad humana. Muchas veces ha señalado a la Iglesia y a la sociedad el deber de acogerlos, protegerlos, promover sus condiciones de vida y valorar su contribución a la convivencia común. Al proclamar santo a Juan Bautista Scalabrini, el Papa Francisco quiere indicar a la Iglesia el modelo de un obispo que no sólo se entregó por completo al bien de su pueblo, sino que también extendió su corazón a las hermanas y hermanos que la vida había llevado lejos de casa.
Mientras agradecemos al Santo Padre este don y nos alegramos de que nuestro Fundador sea reconocido como un modelo a imitar, nos sentimos aún más fortalecidos para mantener vivo el carisma que nos transmitió y para dedicarnos al servicio de la fraternidad, donde las personas no son expulsadas de su país por la violencia y la guerra, no son descartadas porque son redundantes para el sistema, sino que son apreciadas y valoradas en su singularidad y diversidad.
Se invita a cada comunidad a comunicar a los emigrantes que en Scalabrini tienen un padre y un patrón al que pueden dirigirse en las dificultades para implorar la protección de Dios que dirige su mirada de predilección a los pequeños y a los marginados.
Junto con las comunidades, preparemos primero nuestro espíritu para el gran acontecimiento de la canonización, para ser dignos de la gracia que el Señor nos ha concedido y para ser instrumentos dóciles hacia la comunión de los dispersos.

De scalabriniani.org

Leave a Reply

Your email address will not be published.