Oggi si celebra l’Esaltazione della Santa Croce. In essa si commemora la crocifissione di Gesù con il particolare obiettivo di sottolineare la centralità del mistero della croce nella teologia cristiana. Pensate che Santa Francesca Cabrini prende i voti a ventisette anni il 14 settembre 1877.

Dice Madre Cabrini nel Volume 2 dell’Epistolario, Lettera n. 619:

“Nella Mistica Croce sta anche Maria che vuol aiutarti e proteggerti, affidati ad essa e tutto ti verrà veramente scorrevole come l’olio”.

Scriveva anche riguardo il Cuore di Gesù:


“Il Cuore di Gesù è sormontato da una croce, quella stessa croce da Lui amata tanto, che per ben trent’anni la volle portare nascosta in cuore, prima ancora di esservi confitto. La vera sposa di Gesù porta anch’essa la sua croce, ma in cuore, non in mano, non sulla testa; vale a dire non l’ostenta, non fa vedere a tutti quello che ha da soffrire; la nasconde in cuore perchè l’ama, perchè la tien cara, e teme che qualcuno gliela rapisca. Ora domanderò a voi: Amate voi la croce? Vi piace la croce? Se è così, sarete ilari anche quando siete trattate male, umiliate, accusate a torto, quando, stanche dal lavoro, non ne potrete più, quando senza vostra colpa le cose vi riusciranno male, quando tutto andrà al contrario dei vostri desideri. Se in queste occasioni non vi rallegrate, è segno che non amate la croce, che non l’avete piantata in cuore, che non volete essere crocifisse con Gesù.


Hoy celebramos la Exaltación de la Santa Cruz. Conmemora la crucifixión de Jesús con el objetivo particular de subrayar la centralidad del misterio de la cruz en la teología cristiana.

Santa Francesca Cabrini, originaria de Sant’Angelo Lodigiano, emitió sus votos a los veintisiete años, el 14 de septiembre de 1877.

Dice la Madre Cabrini en el Volumen 2 de su Epistolario, Carta nº 619:


“En la Cruz Mística también está María que quiere ayudarte y protegerte, confíate a ella y todo te vendrá verdaderamente suave como el aceite”.

También escribió sobre el Corazón de Jesús:


“El Corazón de Jesús está coronado por una cruz, esa misma cruz que Él amaba tanto que durante treinta años quiso llevarla escondida en su corazón, incluso antes de ser confinado allí. La verdadera esposa de Jesús también lleva su cruz, pero en el corazón, no en la mano, no en la cabeza; es decir, no hace alarde de ella, no deja que todos vean lo que tiene que sufrir; la esconde en su corazón porque la ama, porque la estima, y teme que alguien se la robe. Ahora te preguntaré: ¿amas la cruz? ¿Amas la cruz? Si es así, también te alegrarás cuando te maltraten, te humillen, te acusen injustamente, cuando, cansado de tu trabajo, no puedas soportar más, cuando sin culpa alguna las cosas vayan mal, cuando todo vaya en contra de tus deseos. Si en estas ocasiones no te alegras, es señal de que no amas la cruz, de que no la has plantado en tu corazón, de que no quieres ser crucificado con Jesús. “


Hoje celebramos a Exaltação da Santa Cruz. Ela comemora a crucificação de Jesus com o objetivo particular de enfatizar a centralidade do mistério da cruz na teologia cristã.

Santa Frances Cabrini, originária de Sant’Angelo Lodigiano, fez seus votos aos vinte e sete anos de idade, em 14 de setembro de 1877.

Madre Cabrini diz no Volume 2 de seu Epistolário, Carta no. 619:

“Na Cruz Mística há também Maria que quer ajudar e proteger você, confie-se a ela e tudo virá realmente até você tão suave quanto o petróleo”.

Ele também escreveu sobre o Coração de Jesus:


“O Coração de Jesus é superado por uma cruz, essa mesma cruz que Ele amava tanto que durante trinta anos Ele quis carregá-la escondida em Seu coração, mesmo antes de ser confinado ali. A verdadeira noiva de Jesus também carrega sua cruz, mas em seu coração, não em sua mão, não em sua cabeça; ou seja, ela não a ostenta, não deixa que todos vejam o que ela tem que sofrer; ela a esconde em seu coração porque a ama, porque a tem em seu coração, e teme que alguém a roube dela. Agora vou lhe perguntar: você ama a cruz? Você ama a cruz? Se assim for, você também se alegrará quando for maltratado, humilhado, acusado injustamente, quando, cansado de seu trabalho, não puder mais suportar, quando não tiver culpa de suas próprias coisas, quando tudo vai contra sua vontade. Se nestas ocasiões você não se alegra, é sinal de que não ama a cruz, que não a plantou em seu coração, que não quer ser crucificado com Jesus. “


Today we celebrate the Exaltation of the Holy Cross. In it we commemorate the crucifixion of Jesus with the particular aim of emphasizing the centrality of the mystery of the cross in Christian theology.

St. Frances Cabrini, a native of Sant’Angelo Lodigiano, took her vows at the age of twenty-seven on September 14, 1877.

Mother Cabrini says in Volume 2 of her Epistolary, Letter No. 619:


“In the Mystical Cross also stands Mary who wants to help and protect you, entrust yourself to it and everything will truly come to you as smooth as oil.”

She also wrote about the Heart of Jesus:


“The Heart of Jesus is surmounted by a cross, that same cross He loved so much that for a good thirty years He wanted to carry it hidden in His heart, even before He was confined to it. The true bride of Jesus also carries her cross, but in her heart, not in her hand, not on her head; that is to say, she does not flaunt it, she does not let everyone see what she has to suffer; she hides it in her heart because she loves it, because she holds it dear, and fears that someone will kidnap it from her. Now I will ask you: Do you love the cross? Do you love the cross? If so, you will be hilarious even when you are treated badly, humiliated, wrongly accused, when, tired from your work, you can’t take it anymore, when through no fault of your own things turn out badly for you, when everything goes contrary to your wishes. If on these occasions you do not rejoice, it is a sign that you do not love the cross, that you have not planted it in your heart, that you do not want to be crucified with Jesus. “

Leave a Reply

Your email address will not be published.