When the International Health Commission last met in late March 2020, Italy had overtaken China with the highest number of deaths from the virus, New York was bracing for a rapid increase in cases, Australia looked to be following a similar trend with a time lag of a few weeks, the clinic in Argentina had closed and the first cases of the virus had been diagnosed in Ethiopia, Eswatini and Papua New Guinea.

Much has changed in the last two and a half weeks. Some countries are faring better than expected and many are faring worse. In the unceasing coverage of death and devastation, one of the more positive images is of health workers being hailed as heroes as they turn up to work each day, putting their own lives at risk as they care for the sick and dying.   We thank the IHC members, who in their personal and professional capacities, are playing an important part in the fight against COVID-19, some within their local geographic contexts and others internationally in their role as global health experts.  We thank them also for the technical assistance provided to the MSC health missions.

As we battle this global pandemic in each of our health missions around the world, we are even more strongly connected to one another. Our mission is to be the face and hands of Jesus, to heal the sick and so play our part in healing the world. Never has our message of hope been more important than now. We are praying for each of you and those for whom you care.

May you be strengthened by our love, and the hope and joy of the resurrection this Easter season.

Cath Garner
Chair, International Health Commission


Mensaje especial:
Recordando nuestra misión compartida frente al COVID-19

A finales de marzo de 2020, cuando la Comisión de Salud Internacional se reunió por última vez, Italia había superado a China con el mayor número de muertes por el virus, Nueva York se preparaba para un rápido aumento de los casos, Australia parecía estar siguiendo una tendencia similar con un desfase de unas pocas semanas, el dispensario de Argentina había cerrado y se habían diagnosticado los primeros casos del virus en Etiopía, Eswatini y Papua Nueva Guinea.

Muchas cosas han cambiado en las últimas dos semanas y media. Algunos países se encuentran mejor de lo esperado y muchos están peor. Una de las imágenes más positivas de la incesante difusión de la muerte y la devastación es la de los trabajadores de la salud que son aclamados como héroes cuando llegan al trabajo cada día, poniendo sus propias vidas en peligro mientras cuidan a los enfermos y los pacientes terminales.   

Expresamos nuestro agradecimiento a los miembros de la IHC, que en sus capacidades personales y profesionales están desempeñando un papel importante en la lucha contra COVID-19, algunos en sus contextos geográficos locales y otros a nivel internacional en función de expertos en salud mundial.  Les agradecemos también la asistencia técnica prestada a las misiones sanitarias del MSC.

A medida que luchamos contra esta pandemia global en cada una de nuestras misiones de salud repartidas por todo el mundo, estamos aún más conectados entre nosotros. Nuestra misión es ser la cara y las manos de Jesús, para curar a los enfermos y así desempeñar nuestro papel para sanar el mundo. Jamás nuestro mensaje de esperanza ha sido más importante que ahora. Estamos rezando por cada uno de ustedes y por sus seres queridos.

Que se sientan fortalecidos por nuestro amor, y la esperanza y la alegría de la Resurrección en este tiempo de Pascua.

Cath Garner
Presidente de la Comisión de Salud Internacional


Messaggio Speciale: Ricordando la nostra Missione Condivisa di fronte al COVID-19

Quando la Commissione Sanitaria Internazionale si è riunita l’ultima volta a fine marzo 2020, l’Italia aveva superato la Cina per il numero di morti a causa del virus, New York si stava preparando ad un rapido aumento dei casi, l’Australia sembrava seguire una tendenza simile con un ritardo di qualche settimana, le cliniche in Argentina avevano chiuso e i primi casi del virus erano stati diagnosticati in Etiopia, Eswatini e Papua Nuova Guinea.

Molto è cambiato nelle ultime due settimane e mezzo. Alcuni paesi stanno procedendo meglio del previsto e molti peggio. Nell’incessante apprendere di morte e devastazione, una delle immagini più positive è quella degli operatori sanitari che vengono acclamati come eroi mentre si recano al lavoro ogni giorno, mettendo a rischio la propria vita mentre si prendono cura dei malati e dei moribondi.   Ringraziamo i membri dell’IHC, che sia come persone che come professionisti, svolgono un ruolo importante nella lotta contro COVID-19, alcuni all’interno dei loro contesti geografici locali e altri a livello internazionale nel loro ruolo di esperti sanitari globali.  Li ringraziamo anche per l’assistenza tecnica fornita alle missioni sanitarie delle MSC.

Nel combattere questa pandemia globale in ciascuna delle nostre missioni sanitarie nel mondo, siamo ancora più fortemente legatigli uni agli altri. La nostra missione è di essere il volto e le mani di Gesù, di guarire i malati e quindi di fare la nostra parte nel guarire il mondo. Il nostro messaggio di speranza non è mai stato più importante di adesso. Preghiamo per ognuno di voi e per coloro dei quali vi prendete cura.

Possiate trarre forza dal nostro amore e dalla speranza e gioia della risurrezione in questo periodo di Pasqua.

Cath Garner
Presidente, Commissione Sanitaria Internazionale


Mensagem especial: Relembrando nossa Missão Partilhada diante do COVID-19

Quando a Comissão Internacional de Saúde se reuniu pela última vez no final de março de 2020, a Itália tinha superado a China com o maior número de mortes pelo vírus, Nova York estava se preparando para um rápido aumento de casos, a Austrália parecia estar seguindo uma tendência semelhante com um atraso de tempo de algumas semanas, a clínica na Argentina havia fechado e os primeiros casos do vírus foram diagnosticados na Etiópia, Eswatini e Papua Nova Guiné.

Muita coisa mudou nas últimas duas semanas e meia. Alguns países estão se saindo melhor do que o esperado e muitos estão se saindo piores. Na cobertura incessante de mortes e devastações, uma das imagens mais positivas é dos profissionais de saúde sendo aclamados como heróis à medida que voltam ao trabalho todos os dias, colocando suas próprias vidas em risco enquanto cuidam dos doentes e moribundos. Agradecemos aos membros da IHC, que em suas capacidades pessoais e profissionais, estão desempenhando um papel importante na luta contra o COVID-19, alguns dentro de seus contextos geográficos locais e outros internacionalmente em seu papel de especialistas em saúde global. Agradecemos também pela assistência técnica prestada às missões de saúde das MSC.

Enquanto combatemos essa pandemia global em cada uma das nossas missões de saúde em todo o mundo, estamos ainda mais fortemente conectados. Nossa missão é ser o rosto e as mãos de Jesus, curar os doentes e, assim, desempenhar nosso papel na cura do mundo. Nunca nossa mensagem de esperança foi tão importante como agora. Estamos rezando por cada uma/um e por aqueles que estão enfrentando a luta contra essa pandemia.

Que todas/os sejam fortalecidas/os pela nossa solidariedade e pela esperança e alegria da ressurreição nesse tempo Pascal!

  Cath Garner, Presidente da Comissão Internacional da Saúde

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *